quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Cultura nas Organizações

Como disse Montaigne (Ensaios, livro I) "O costume é efetivamente um pérfido e tirânico professor. Pouca a pouco, às escondidas, ganha autoridade sobre nós; a princípio terno e humilde,implanta-se com o decorrer do tempo, e se afi rma, mostrando-nos de repente uma expressão imperativa para a qual não ousamos sequer erguer os olhos". Então, esqueça as idéias de que a cultura envolve apenas as festividades locais ou globais; há uma complexidade que precisa ser compreendida para se gerir qualquer transição. O estudo da cultura pode fornecer informações essenciais para compreensão do atual processo de mudança e de desenvolvimento tecnológico nas organizações. O entendimento de empresa inter-relacionado ao conceito de cultura possibilita o desenvolvimento das estratégias. Mas, ainda são poucas as empresas gerem a cultura para a mudança, muitas apenas passam por cima de pessoas e idéias, são tirânicas num contexto de demandas e pressões do mercado. No sistema de decodificação da cultura e sua gestão, qualquer que seja a tática utilizada, lentamente proporcionará modificações. A realidade local, por sua vez, vai amalgamar nas micropartes da empresa. (in: Baptista, Renato Dias, Involuções Corporativas, 2007)


_