quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

Outro episódio da Vale inserido na ininterrupta política brasileira

Fonte: G1/Globo.com -  Foto: Reprodução/GloboNews

Mutatis mutandis

Há um trecho impressionante do filme Network (1976) que transcrevo com algumas adaptações. Se você flexibilizar a mente, poderá incorporar às diferentes faces dos recentes episódios no país, seja na política ou na negligência das grandes corporações.

Eis então:

Numa determinada parte do filme, Jensen, acionista-chefe da UBS Evening News, explica a Beale, o âncora, sua  convicção de que o dinheiro é o único deus verdadeiro.

Jensen falando para Beale

É o fluxo e o refluxo. 
A gravidade das marés, o equilíbrio ecológico.  
Você é um homem idoso que pensa em termos de nações e povos!
Não há nações, povos, russos, árabes!
Não há 3o mundo, não há ocidente! Há apenas um sistema integrado de sistemas!
Um vasto, entrelaçado, interatuante, multivariado, multinacional, domínio de dólares!
Petrodolares, eletrodolares, multidolares!  Minériodolares!
É o sistema monetário internacional que determina a vida deste planeta!
É a ordem natural das coisas hoje!
É a estrutura atômica e subatomica e galáctica das coisas hoje em dia!
E você se mete com as forças primitivas da natureza!
E vai reparar...
Não há democracia, só há IBM, ITT, Dupont, Dow, Union Carbide. (Vale S.A.)
Essas são as nações do mundo de hoje.
O mundo é um coligado  inexorável determinado pelas imutáveis leis do negócio!
­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­_______________________

Pergunto: Qual a efetividade da celebrada responsabilidade social das organizações?
http://www.vale.com/brasil/pt/investors/information-market/press-releases/paginas/cvrd-e-o-foco-na-responsabilidade-social-corporativa.aspx. Acesso em 31 jan. 2019.