segunda-feira, 22 de junho de 2009

Marketing aventureiro, o varejo e a carne de áreas desmatadas


Segundo a matéria da Folha de São Paulo (12/06/2009) "o Pão de Açúcar, Carrefour e Wal-Mart suspenderam a compra de carnes de 11 frigoríficos apontados pelo MPF (Ministério Público Federal) do Pará como comercializadores de gado criado em área de devastação da Amazônia" Ótima ação de Responsabilidade Ambiental. Mas, para que isso não se torne um marketing aventureiro, essas empresas também devem rastrear os outros produtos das gôndolas para garantir que, em áreas além da Amazônia, não estão vendendo algo que contaminou o ambiente em seu processo de fabricação e desmatou outros locais preservados. E, numa conexão de Responsabilidade Sócio-Ambiental, também deixarem de vender produtos de empresas - de qualquer região ou país - que exploram seus trabalhadores ou empregam crianças.